5.4.08

colleen, electricidade, boteco e o soajo


a partir do insecto milenar das cordas, algo que tu dizes horrendo, criou-se o mais delicado micro...cosmos? não era isso que ia dizer, mas se tudo é estrelar, são luzes a piscar, há que usar adjectivos mais altos. vimos a contrução de camadas, as maravilhas da electricidade, como é divertido brincar com sons, bolas, é etéreo, é voar, é mesclar-se em fluídos e detestar as palmas que estragam tudo. foi lindo

hoje, o boteko. no porto passa-se ao lado, um tasco mais, reparei porque confundi com botero, mal imaginava que dentro de horas ia parar lá dentro. as mesas com toalhas de pano, partilhadas. alguém levanta-se, fecha a porta, e eis que quem antes se confundia com regulares do boteco, se revelam fadistas, e as vozes de carraspanas, de repente, limpam-se para cantar. às escondidas, arrepiam as costas de quem lá apanham, e isto assim, crú, nunca tinha visto, só que isto assim, crú, é que é o que é.

Não é desgraça ser pobre,
não é desgraça ser louca:
desgraça é trazer o fado
no coração e na boca.

Nesta vida desvairada,
ser feliz é coisa pouca.
Se as loucas não sentem nada,
não é desgraça ser louca.

Ao nascer trouxe uma estrela;
nela o destino traçado.
Não foi desgraça trazé-la:
desgraça é trazer o fado.

Desgraça é andar a gente
de tanto cantar, já rouca,
e o fado, teimosamente,
no coração e na boca.

Como se não bastasse, amanhã, o soajo. mais uma daquelas caminhadas que limpam o sangue e a alma, e espero mesmo que a alma. da primeira vez que fui ao soajo, devia ter uns onze anos. conheci uma menina que me disse que os pais plantavam batatas e que adorava bacalhau. estava numa bicicleta. alexandra? sem querer terminar de forma poética, lembro-me muitas vezes dela. que vive num dos meus sítios preferidos.

3 comentários:

Joana disse...

o que é que eu disse que era horrendo? ou não fui eu?
ou não terá sido "tremendo"?

Joana disse...

o instrumento, á
não disseste horrendo
disseste "ai é tão feio", mas muitas vezes, o que eu compilei num "horrendo"

Joana disse...

lol
mas agora já acho que era bonito
o som era, pelo menos
:)