17.8.08

um fado qualquer

aquela letra sobre loucas em vielas
lembrou-me de uma das minhas músicas favoritas de quinteto tati:

E enfim, estava tudo bem ou coisa assim: o apartamento confortável, bom design, um amor normal e tal. Em vão procurou razões de exaltação e voltou para casa muito, muito devagar, como quem não quer chegar. Pensou nos tempos que em festas e dramas bebeu pelos becos, dançou nas vielas, pôs todos os homens a cantar. Mas hoje à noite, se um fado qualquer soar estafado na sala de estar, talvez se aguente sem nada dizer, enchendo a boca durante o jantar.


visualiza e vês como é triste e normal

1 comentário:

joui disse...

deixas o cenário, mudas o sentimento, e já não é assim tão triste e normal. ó experimenta.